- PROGRAMA "DIÁLOGO ABERTO"

- PROGRAMA "DIÁLOGO ABERTO" -
Produção: Terezinha Jovita
Apresentação: Regina Trindade

De segunda a sexta-feira, das 11 às 12 hs, sempre com entrevistas importantes para você.
Rádio Espírito Santo.
Ouça por aqui:

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

A Importância do uso correto dos verbos

"Então o Verbo se fez."
A conhecidíssima frase da Bíblia,
destacando a palavra "verbo" 
com a letra inicial na forma maiúscula,
comprova a importância do verbo numa frase.
Comprova também que o emprego incorreto do verbo
pode modificar o sentido da frase
e, consequentemente, 
o da redação.

Toda frase tem pelo menos um verbo. Havendo mais de um, um deles é o principal, mas todos tem que estar empregados corretamente. Para uma redação ser considerada de nível pelo menos bom, o sentido de cada frase tem que estar bem claro para o leitor. Se um verbo estiver empregado incorretamente, isto prejudicará o entendimento do sentido da frase e poderá prejudicar muito o sentido de todo o texto. Uma conhecida canção romântica brasileira contém a seguinte frase: "Se eu fosse você, eu voltava para mim." O uso do verbo voltar está errado. Pode ser aceitável em função do fato de que a maioria da população fala assim, mas numa redação a frase correta seria "se eu fosse você, eu voltaria para mim". Isto porque o autor da canção quis se referir a algo que poderia ocorrer, mas a forma "voltava" significa algo que de fato costumava acontecer - no passado, e com alguma frequência, não apenas uma vez. Quando você diz que "frequentava" um determinado local, você está dizendo que ia àquele local várias vezes, mas se você disser que você "voltou" ao local, estará dizendo que esteve lá mais uma vez, a menos que você diga que "voltou duas (ou mais) vezes". 
A forma como a palavra "Verbo" se destaca na frase bíblica não apenas nos faz lembrar que, na Bíblia, significa "a Palavra de Deus", como também demonstra a importância do verbo utilizado corretamente para a realização de uma comunicação bem sucedida. O verbo é a essência da expressão de um fato, pois tem a função de ajudar o leitor a localizá-lo no tempo (presente, passado ou futuro) enquanto conecta o sujeito da oração ao predicado, que neste caso se torna um predicado verbal. Isto faz com que o verbo tenha uma variedade de flexões. Porém, entre todas as flexões de um verbo, apenas uma é correta para cada situação, colocando-o em acordo com a pessoa ou as pessoas, o modo, o tempo, a voz (passiva ou ativa) e o número (plural ou singular). 
Há verbos transitivos, intransitivos, impessoais e de ligação. Os transitivos representam ações voluntárias causadas por uma ou mais pessoas, desde que essas ações afetem ou possam afetar outra(s) pessoa(s), um ou mais fatos ou uma ou mais coisas. São transitivos diretos quando não há necessidade de preposições (de, a, que, e, etc.) após os verbos. São transitivos indiretos quando as preposições são necessárias. A preposição é uma palavra que liga duas orações. A que liga um verbo a outro ou a um substantivo é a preposição verbal. O verbo é intransitivo quando a ação não afeta outros indivíduos. Por exemplo, andar, correr, ouvir, voar, chorar, etc. Os verbos impessoais são aqueles que representam ações que independem de pessoas. Exemplos: chover, anoitecer, amanhecer, entardecer, haver, existir, etc. 
Os verbos de ligação, como o próprio nome indica, servem apenas para ligar o sujeito ao predicativo, não designando ações. Neste caso, o predicativo é uma palavra ou expressão que complementa o verbo. Se eu usar o verbo "fazer" e não explicar "fazer o quê", o verbo fica sem sentido, mas se eu disser que "eu sei fazer desenhos", estou dando sentido ao verbo, e "desenhos" (uma palavra) se torna um predicativo. Se eu disser "fazer alguma coisa", o predicativo é a expressão "alguma coisa". 
Há muito mais a saber sobre os verbos. No entanto, como o objetivo deste texto é ajudar o leitor a se orientar para a colocação correta dos verbos numa redação, creio que as "dicas" acima já são suficientes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!