- PROGRAMA "DIÁLOGO ABERTO"

- PROGRAMA "DIÁLOGO ABERTO" -
Produção: Terezinha Jovita
Apresentação: Regina Trindade

De segunda a sexta-feira, das 11 às 12 hs, sempre com entrevistas importantes para você.
Rádio Espírito Santo.
Ouça por aqui:

sexta-feira, 27 de maio de 2011

35 - As Diferenças Entre "Argumento" e "Argumentação"

Para que uma redação seja bem produzida, 
é preciso que ela contenha pelo menos 
um bom argumento e uma boa argumentação. 

Portanto, o autor tem que estar estar ciente de que há diferenças ente "argumento" e "argumentação", mas que a clareza do argumento depende da objetividade da argumentação. Para saber argumentar, o autor precisa ter pelo menos uma noção do que seja a lógica de argumentação, que é um dos conhecimentos que mais influenciam numa prova em concurso público e num vestibular. 

O Argumento

O argumento é a parte mais importante da lógica, pois é a forma como o autor do texto defende uma ideia, um conceito ou uma opinião. Portanto, para que todo o texto seja claro, o argumento deve ser iniciado por premissas, que são as frases que preparam o leitor para a ideia final, que é a conclusão.  Veja o exemplo abaixo:

Meu carro está com problemas. Preciso levá-lo à oficina mecânica. Entretanto, não terei tempo para isto pela manhã. Verei se poderei fazê-lo à tarde. 

Não é um texto longo, é apenas um parágrafo, mas serve para ilustrar o que quero dizer. A primeira frase é a premissa, a segunda informa o que acho que seja necessário para resolver o problema, e as duas últimas apresentam uma decisão: como não poderei tomar as providências pela manhã, eu as tomarei à tarde. 
Desta forma, conclui-se que o argumento é um conjunto de sentenças afirmativas  apresentadas como proposições que são finalizadas por uma frase declarativa, que é a conclusão. Portanto, pode ser um argumento dedutivo ou indutivo. É dedutivo quando o texto revela que o autor tenta demonstrar a conclusão como uma verdade surgida como consequência lógica das premissas. É indutivo quando o texto mostra que o autor pretende afirmar que a conclusão é apenas apoiada como verdade pelas premissas, porém sem qualquer dado suficientemente convincente.   
Isto significa que tanto as premissas como a conclusão podem ser verdadeiras ou falsas, mas nunca serão ambíguas. Por isto, as frases que caracterizam o argumento são verdadeiras ou falsas, isto é, válidas ou inválidas. 

A Argumentação

A argumentação é a forma que argumentador utiliza para tentar convencer uma pessoa ou um grupo de pessoas a apoiar a tese, a ideia ou a opinião que ele defende. Para isto o texto precisa ser claro o suficiente para transmitir com facilidade as ideias ou as situações. Por isto o primeiro parágrafo tem que ser o mais curto, sucinto e objetivo possível. 
Já a partir do segundo parágrafo, o desenvolvimento do texto deve deixar bem clara a opinião do autor, com afirmações verdadeiras e convincentes e exemplos que garantam confiabilidade. Para que isto seja possível, é importante que o próprio autor inclua no texto os contra-argumentos, evitando que estes sejam feitos pelo leitor. Finalmente, o último parágrafo, que encerra a conclusão, deve ser uma resposta ao primeiro para estabelecer o sentido fundamental da opinião.  

2 comentários:

  1. Achei muito legal,tenho muita dificuldade de fazer redação esta diferença de argumento e argumentação,já facilita um pouco.

    ResponderExcluir
  2. Olá, amigo(a).
    Sinto-me lisonjeado por receber tal comentário e feliz por ter-lhe sido útil.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!